Modelo Planilha Controle Gastos

A única coisa mais ligada a sucesso do que a motivação é a disciplina, como disse Albert Einstein em sua famosa frase: “O único lugar onde o sucesso vem antes do trabalho é no dicionário”.

single-financas-pessoais

Para ter sucesso meu amigo é preciso medir o fubá.

Nunca fui muito eficiente no controle de gastos, por isso sempre busquei ter disciplina em anotar tudo aquilo que gastei (ou que fiz alguma conta), e um dos melhores métodos para cumprir isto é utilizando uma simples planilha de controle de gastos do excel.

O pessoal do Guia Bolso fez uma excelente lista com 4 modelos de planilha que podem ser muito úteis na hora de organizar as finanças.

Link da planilha Excel: Clique aqui

Como organizar as finanças pessoais

Em primeiro lugar, definir como vai fazer isso, se você é casado precisa decidir se vai juntar as economias com sua esposa e tratar todo o dinheiro ganho como um ou não. No meu caso específico eu e minha esposa trabalhamos juntos para pagar as contas, entramos em acordo para que tudo pudesse correr bem.

Utilizo hoje um software online chamado Organizze, como viajo muito consigo ir lançando as minhas despesas através do celular, sem perder o controle de nada, e assim minha esposa consegue acompanhar e me alertar em casos específicos que estou gastando além da conta.

Outra função interessante é a ajuda que ele nos dá para economizar determinado valor e ver onde está os gargalos de nossas finanças através das etiquetas de gastos.

Controle financeiro pessoal

Em tempos como estes é preciso ter disciplina com nossos gastos e aliar tecnologias que facilitam nosso controle vale muito a pena:

Link: Organizze

Como montar um bar e lanchonete Parte I

Bom, já faz alguns anos que não atualizo o blog adequadamente, aconteceram diversas coisas em minha vida nos últimos anos que me fizeram focar na minha família e trabalho, atualizando vocês, eu casei, me mudei para interior e fui promovido a Diretor em uma das maiores empresas de montagens comerciais do Brasil.

Por este motivo surgiu a ideia de utilizar o canal de informações Coisas de Homem para disseminar um pouco da cultura empreendedora, mas, sem mais do mesmo da internet mostrando como conseguir milhões de dólares através de investidores, como fazer uma startup matadora e ficar bilionário, a ideia aqui é mostrar caminhos seguros de montar muitas vezes empresas de sucesso e diferenciadas a partir de novos conceitos para formatos que já existem.

Com o meu trabalho venho acompanhando diversos empreendedores, de todos os tamanhos, trabalhando nos formatos tradicionais no comércio como Bares, Restaurantes, Lanchonetes, Supermercados, Farmácias, etc. Porém, negócios e empreendedores de sucesso que tiram um pré-elaborado liquido de R$ 10.000,00 a R$ 150.000,00, isto sem fazer milagres, apenas seguindo as estratégias adequadas em formatos que funcionam em todo o Brasil.

1 – A escolha do local adequado

Em uma lista de prioridade, tomando como base que você já decidiu a abertura de um Bar ou Lanchonete, o primeiro detalhada seria a escolha adequada de um ponto comercial. Dependendo do tipo de negócio ele pode ou não ser afastado do centro da cidade ou de uma área movimentada. Esta informação você vai adquirir em uma pesquisa, contratando profissionais ou simplesmente indo à luta, conversando com outros empresários da região.

Se tem uma recomendação que garanto que funciona: contrate uma empresa que faça o projeto de adequação dos equipamentos em seu espaço, projeto a área de venda, área de manipulação e produção.

2 – Definir o que se vai vender

Além do local adequado, uma decisão importante sobre o seu negócio é decidir quais produtos você irá trabalhar, com isto você poderá definir o tipo de equipamento que será necessário, o tipo de cliente que você irá atender e o perfil de negócios onde você irá atuar.

No caso de um bar e lanchonete a preocupação inicial para definir o tipo de produto que irá vender é saber se é um negócio de venda rápida e imediata ou local onde as pessoas irão passar um tempo maior, podendo ser em alguns casos lanches rápidos de 1 a 5 minutos, médio de 5 a 20 minutos, ou tempo longo acima de 20 minutos.

3 – Quais equipamentos são necessários para montar um bar ou lanchonete

Em primeiro lugar devemos pensar no que é de extrema importância, a refrigeração de estoque e exposição das mercadorias. Para estoque sempre recomendo trabalhar com Frezer Horizontal e para exposição trabalhar com Freezer vertical, além de poder contar com balcões frigoríficos para o caso de você não querer que o cliente tenha acesso aos produtos refrigerados.

Para os equipamentos de produção entrará aquilo que foi definido com o tipo de produto que você irá trabalhar, por exemplo:

  • Sucos, Vitaminas e Batidas – Trabalhar com Liquidificadores e Trituradores (No caso trituradores são mais resistentes inclusive para fazer batidas e sucos)
  • Sanduíches, Churrasquinho, Pão com Linguiça, etc – Trabalhar com Chapa para Lanches
  • Pizza – Forno para Pizza com Pedra de Lastro
  • Caldos, Comidas de Boteco, etc – Trabalhar com Fogão Industrial
  • Salgados Fritos – Trabalhar com Fritadores e Tachos Elétricos
  • Mercearia – Trabalhar com gôndolas de aço

Uma breve passada pela nossa loja virtual você irá encontrar diversos produtos para montagem de Bares e Lanchonetes.

Na semana que vem irei continuar o post, trabalhando detalhes do projeto e formato de venda para atingir um bom faturamento e lucratividade.

Usando a gravata de modo correto – Nó na gravata

Quantas vezes você teve que usar uma gravata e não se sentiu confortável com aquilo. Mesmo que todos também estivessem usando, parece que sempre estavam olhando para você. Enquanto todos estavam elegantes você apenas parecia mais um esquisito usando a gravata.

É uma situação comum para quem não tem o costume de usar gravatas, parece um mundo muito estranho, mas não é algo tão difícil assim. Estou longe de ser um especialista em moda, tão pouco um profissional em estilo social, mas pelo menos algumas dicas eu posso dar para quem quer usar uma gravata, seja para um casamento, entrevista de emprego, ou para um novo emprego que exige esse acessório.

É importante lembrar, cada um tem o seu estilo, moda é uma questão de gosto pessoal e não do que outros pensam. Procure algo que você goste e sinta confortável ao usar.

1 – Os companheiros da gravata

Para não errar, nas situações que é necessário gravata, use sempre o sapato social, terno e camisa de manga comprida. Obviamente não há problema com outras combinações, mas não é algo que um homem deve fazer sem a consultoria de uma mulher especializada nesse assunto.

2 – O comprimento da gravata

Um dos grandes problemas no uso da gravata é o seu comprimento. O tamanho máximo que uma gravata deve alcançar com a ponta a altura da fivela do cinto, quando você estiver em uma posição relaxada em pé, como se estivesse caminhando, um pouco mais do que isso já passa a ser estranho.

3 – As cores do conjunto

O mais comum, digamos que seja até o mais correto, é a cor da gravata combinando com o terno e fazendo contraste com a camisa. Mas não é uma regra, quando se quer passar alguma mensagem com a gravata pode-se fazer alguns usos diferentes disso. Mas lembre-se de não exagerar.

4 – Não fique se apertando

Imagine você em uma reunião importante, chega a sua hora de falar, todos viram-se para você e veem que está se estrangulando tentando afrouxar as gravatas, com um sorriso bobo você explica isso para os demais.

Essa mesma situação acontece rotineiramente em entrevistas de emprego, mas deve-se saber algo: normalmente, pessoas importantes, aquelas que contratam outras pessoas e maiores executivo de uma empresa sempre têm uma habilidade em comum: analisar as pessoas rapidamente. A impressão que você passaria imediatamente para todos que vissem você nessa situação seria de desconforto, insegurança e imaturidade. Bom, são três qualidades que não vão te garantir o emprego por muito tempo.

Esse aperto na gravata na verdade não é causado pela gravata, e sim pelo colarinho, uma pessoa que veste o de número 5 consegue facilmente usar o número 4, e é exatamente por esse motivo que acaba incomodando mais tarde.

5 – Compre gravatas realmente boas

Escolher uma boa gravata não é algo tão difícil assim. As melhores costumam ser 100% seda, cores escuras sem estampas. Você também pode optar por uma de listras, que normalmente ficam na diagonal, uma boa opção também seria gravatas que possuem  um padrão de repetição: bolinhas, texturas que seguem, etc. Lembre-se de não exagerar, quanto menos detalhes na gravata melhor.

6 – A gravata é sempre a última a ser vestida

Apenas depois que você já tiver vestido as demais peças, ajustado e estar em estado impecável que você irá vestir a gravata. Basicamente existem dois tipos de nós que devem ser usados:

6.1 – Nó de gravata Four-in-hand ou Nó triângulo.

O Four-in-hand é como na expressão popular: o coringa das gravatas. Ele pode ser usado em todas as situações, todos os dias, pelo padeiro, motorista, segurança, dono da empresa, faxineiro, etc, etc, etc.

É bem simples de fazer, apesar de ser uma sequencia de vários passos, após pegar uma prática você acaba fazendo ele sem nem precisar de espelho (o que não é recomendado).

gravata-4hand

foto-gravata-4hand

Confio plenamente na capacidade de vocês para realizar esse nó apenas com as imagens acima, então nada de “O coelhinho dá a volta na árvore e pula no buraco” por aqui. Mas, é sempre bom para esclarecer algumas dúvidas recorrer a outro diagrama, link aqui.

6.2 – O nó de gravata Semi-Windsor

Consta em pesquisas que o Semi-Windsor é o tipo de nó mais usado no Brasil, então vale muito a pena conhecer e aprender a usá-lo:

gravata-semiwindsor

foto-gravata-semiwindsor

Esse tipo de nó é um pouco mais cheio, adequado aos colarinhos mais abertos. Ele exige uma gravata de tecido leve.

7 – Fuja de gravatas de preguiçosos

Nunca compre gravatas de nó pronto, elas podem parecer muito práticas, mas não é possível ajustar a sua altura, e como já dissemos na dica número 2, isso não é uma coisa muito boa. Além disso, essas gravatas costumam ser de material muito ruim, e acabam estragando muito facilmente.

8 – Prendedores de gravatas são para os fracos

Com a exceção de que você coma sopa todos os dias, usar prendedor de gravatas não é uma prática muito comum desde os tempos que guaraná era vendido com rolha.

Como aumentar a produtividade sem comprometer a vida pessoal.

Quando nós falamos de aumentar a produção imediatamente ligamos ao aumento do tempo de serviço, o que não é exatamente o correto. Aumentar a produtividade deveria no entanto ser o aproveitamento máximo das horas em que se trabalha, e assim conseguir mais resultados com menos tempo.

A vida profissional deve-se conciliar ao máximo com a vida pessoal, ninguém pode abrir mão de passar um tempo com a família ou amigos para trabalhar de forma excessiva.

Muitos pesquisadores já apontaram que uma pessoa que está bem na vida pessoal também estará na vida profissional, e para isso acontecer deve-se evitar grandes cargas de trabalho estressante. Para isso, existem inúmeros métodos para se obter uma boa produtividade sem prejudir o trabalho ou a vida pessoal, evitando o stress e assim melhorando a qualidade de vida e consequentemente a vida profissional.

Qual o seu período mais produtivo?

Todos têm um período onde é mais produtivo, e o que é mais preguiçoso e menos produtivo. Comigo mesmo acontece isso, no meu relógio interno sou assim:

Madrugada: Muito produtivo

Manhã: Muito produtivo

Tarde: Não faço nada direito

Noite: Consigo trabalhar, mas não com a mesma produtividade da manhã ou madrugada.

Eu estava tendo muitos problemas em relação à isso, como eu trabalho por conta própria como pro-blogger, não há problema algum, simplesmente eu tive que me organizar, e passei a acordar 4h da manhã para trabalhar, e na parte da tarde passei à descançar, ver filmes, jogar, relaxar de modo geral, e às vezes estudar programação Ruby On Rails, que é um assunto que gosto.

Procure achar o seu horário mais produtivo para trabalhar, caso você não tenha essa liberdade de horários como eu, procure de alguma forma melhorar sua produtividade nos seus piores horários, e quando você tem tempo para relaxar, faça-o.

Trabalhe em um local organizado

Se você trabalha em casa ou em um escritório, procure manter um ambiente favorável à produtividade, tente decorar o ambiente com cores claras, que favoreçam a tranquilidade, use algumas plantas verdes, tudo isso fatrá com que você possa ficar ali sentado sem ficar estressado facilmente. Você irá notar a diferença de trabalhar em um local bem organizado.

Mude o local de trabalho

Hoje vivemos o momento da mobilidade, e existem diversas opções para isso. Mesmo se você trabalha para uma empresa, é comum que elas adaptem sua forma de trabalho para a mobilidade de seus funcionários. Procure trabalhar em locais diferentes, em clubes, cafés, restaurantes favoráveis, em locais tranquilos que irão favorecer a produtividade e não compromete-la.

Se você não tiver essa mobilidade para escolher onde trabalhar, tente mudar o seu local de trabalho, mude a mesa de lugar, as plantas, o armário e sinta a diferença, com certeza irá trabalhar mais tranquilo.

Faça tudo que você puder para aumentar sua produtividade sem ter que aumentar a carga horária. Essas dicas podem parecer bobas, mas se usadas corretamente irão fazer grande diferença.

Minha fonte de replicação inspiração: Truques e DIcas

Fazer o que gosta e ganhar dinheiro

Duas semanas atrás resolvi trabalhar em uma loja de informática, não durou muito, apenas 1 semana, pois tive que ir para Governador Valadares, mas essa semana foi suficiente para eu perceber uma coisa: Ser feliz é ganhar dinheiro fazendo o que gosta.

Nesse tempo que eu estive lá, trabalhei como peão técnico, e fazia a manutenção de computadores e monitores, depois dessa semana, parei para pensar e concluí: QUE MERDA DE TRABALHO FILHO DA PUTA.

Não que não seja um bom trabalho, mas é que é chato demais! Não serve mais para mim, quero coisa melhor. Por isso invisto nos meus blogs. Adoro escrever aqui, os amigos que faço, as bobeira que leio de outros blogs que adoro muito. Zuar o baiotolinha que resolveu começar a escrever aqui.

Além do mais, o dinheiro que faço com meus blogs, é relativamente maior do que eu iria ganhar como técnico. E já dizia o profeta, quando você gosta de uma coisa e ganha dinheiro com ela, você se tornará o melhor, ou pelo menos bom naquilo que faz. Não escrevo aqui por obrigação, para ganhar os miseráveis clicks nos anúncios, escrevo pelo simples prazer de escrever sobre essas bobeiras do mundo dos homens, e adoro isso!

Cheiro de terra molhada é o cacete, felicidade é ganhar dinheiro fazendo o que gosta. Rafaeloviskis Slonik.

Mas acho que o melhor de tudo, é de não ter ninguém me cobrando, nenhum patrão bobo, feio e chato para ficar me incomodando o tempo todo.

Posso dizer com certeza, não adianta você trabalhar com o que não gosta, durante 1 ano e meio, nos meus 16 anos de idade, trabalhei em uma Lan-house, trabalhava pouco, cerca de 4 horas por dia, e parecia que eu trabalhava 20 horas, de tão estressado que eu ficava, ganhava pouco, trabalhava mal, atendia mal os clientes, ou seja, eu era uma merda de funcionário, justamente porque detestava aquele trabalho. Hoje dedico grande parte do meu dia aos meus blogs, e fico muito feliz com isso, aliás, fico querendo mais, mexer aqui, mexer ali, é uma coisa que GOSTO de fazer.

O importante é descobrir uma forma de ganhar dinheiro com aquilo que você GOSTA e ACREDITA. É certo dizer que vão aparecer milhões (seus parentes principalmente) para dizer que não vai dar certo, que é difícil demais, que seu pinto é muito torto, mas você tem que ACREDITAR, principalmente para depois que você conseguir poder apontar o dedo na cara deles e dizer:

RÁ

Dicas para criar um currículo de sucesso

Há algum tempo atrás, o Lemp fez um post falando sobre o primeiro emprego para recém-formados. Naquela época eu, Lucas, não era ainda autor no blog e fiz nos comentários (viu como é importante comentar ?) um texto muito legal sobre como montar seu currículo. Hoje venho divulgar ele pra vocês!Espero que gostem!
[Quão grande deve ser meu currículo?] – Seu currículo é um breve resumo de suas atividades profissionais e não da sua vida. Tenha consciência de colocar simplesmente aquilo que pode vir a interessar para a empresa.

[Mas, Lucas, tenho amigos que mentem no currículo para assegurar melhores vagas. Devo mentir também ?] – Nunca. Já diria minha mãe: Mentira tem perna curta. Se você tiver que mentir para pegar uma vaga, é que esta vaga não era para você. Deixe seu amigo que mentiu pegar. Dentro da empresa ele será testado por tudo aquilo que escreveu no currículo, quando a verdade vir à tona será bem pior pra ele do que para você.

[E a Internet ? ] – Hoje em dia muitos golpes são aplicados no candidato a emprego que procura sua vaga na internet. Ela é sem dúvida um ótimo meio para divulgação de informações, mas quanto ao currículo é mais interessante que você a utilize como uma ferramenta secundária. Vá até a empresa que quer a vaga, agende uma entrevista, deixe seu currículo lá e depois utilize a internet para saber mais da empresa, enviar uma carta de agradecimento, etc…

[ Entra quem tem o melhor currículo ?] – Infelizmente, o mundo é injusto. O candidato com maior chances de entrar em um emprego é aquele que possuir o maior NETWORKING e não o maior currículo. Networking é o grupo de relacionamentos que você adquire na sua vida. Amigos, ex-colegas, parentes, estes serão os responsáveis pelas maiores vagas que você conseguir. Por isso é sempre importante manter-se atualizado com aqueles que você conhece ou conheceu e de vez em quando tentar um contato rápido para mostrar que você está ali e pode ser útil.

[ Qual o diferencial num currículo ? ] – Olha, tecnicamente falando, sua graduação e sua experiência. Agora, pense bem: Se você estiver mandando seu currículo para uma grande empresa, milhares de currículos tão bons quanto o seu estarão em cima da mesa do pessoal do RH. O importante é que o seu chame a atenção.

– Lucas, chamar a atenção escrevendo com caneta hidrocor que brilha ?

Não, mulinha. Existem algumas táticas boas para aperfeiçoar seu currículo, aí vão:

1 – Faça um currículo limpo, sem muitos caracteres, algo que realmente pareça bonito de se ver.

2 – Evite ficar falando da sua vida no currículo, seja breve e objetivo.

3 – Anexe no seu currículo um bilhete para chamar a atenção do entrevistador. Escreva no bilhete algum dos motivos que o levam a querer trabalhar nessa empresa. Exemplo: Max Gehringer cita em seu livro que quando foi procurar emprego numa fábrica de salgadinhos escreveu: “Quero ajudar a fazer os salgadinhos que meus filhos comem.”

Simples e atrativo.

4 – Pretensões salariais e sua raça/cor não devem ser postos no seu currículo. O primeiro por uma simples razão: As empresas trabalham com faixas salariais pré-determinadas que podem, ou não, serem aceitas pelo empregado. O segundo porque o currículo é feito para mostrar suas aptidões profissionais e ponto final.

5 – Seja objetivo. Pense assim: você tem que saber quem é Georges Cuvier, para isso entrará na internet. Você encontrará dois sites: um que contém 4 páginas falando de toda vida de Georges Cuvier, seus parentes, suas obras, seus trabalhos, etc. E encontrará outro (wikipedia por exemplo) que contém 20 linhas fazendo um breve resumo da vida deste naturalista. Qual deles você leria ? Então, os empregadores também…

[ Consegui a entrevista, e agora. Como me comportar ? ] – Simples. Seja o que você pode ser. E não o que você costuma ser. Não é necessário mentir ou fingir ser alguém que você não é, mas aqui você deverá levar aos extremos suas qualidades e sua personalidade. Lembre-se que uma entrevista é composta de dois lados: o entrevistado e o entrevistador. Ele estará atento nas suas respostas e no seu comportamento, portanto não tente enganá-lo.

Na hora de dar respostas, seja claro e objetivo. Leve de um a dois minutos nas suas respostas. Não se extenda muito, porém também não dê respostas vagas como: “Sim, com certeza” e nem respostas egocêntricas como: “Tenho certeza que sou capaz”.

Antes de ir para a entrevista, preocupe-se em descobrir um pouco sobre a empresa, seu histórico, onde atua, seus principais produtos, entre outros tópicos. É interessante que você cite dados da empresa durante a entrevista, isso lhe diferenciará, e muito, dos outros candidatos.

Aqui vão 3 perguntas comuns em entrevistas com as 3 respostas que você deve dar (se não achar nada melhor pra falar):

1. “Qual é o seu maior defeito?”
R: “Sou perfeccionista”

2. “Gosta de trabalhar em equipe?”
R: “Sim, (…)” É importante que você preencha essa resposta com algum exemplo de trabalho em equipe, seja em trabalhos anteriores, seja na sua adolescência, demonstrando a praticidade da sua resposta.

3. “O que você espera se vier trabalhar aqui?”
R: “Contribuir.” – Somente isso.

Essas são algumas dicas que aprendi com Max Gehringer no seu livro: “Pergunte ao Max” (Editora Globo), onde ele reúne as perguntas enviadas para ele e respondidas na coluna da revista Época.

Espero que aproveitem. Dúvidas e sugestões, escrevam nos comentários ou entrem em contato comigo pelo meu e-mail: lucas@coisasdehomem.com  . Será um prazer tentar ajudar todos vocês!

Para acessar o tópico do Lemp que deu início a este meu comentário clique aqui.

Um grande abraço a todos!

Como conseguir o primeiro emprego

A maioria pensa que ao sair da faculdade já estarão com emprego garantido, pelo fato de pussuir conhecimentos jovens e renovados de sua área.

O principal fato de uma empresa não contratar um funcionário é justamente não ter experiência necessária no mercado.

Algumas empresas exigem uma grade curricular muito boa para determinados cargos. (Confira a página trabalhe conosco do Google)

Alguns dos erros frequentes do recém formados são:

Mandar currículos errados.

Não mande currículos para endereços gerais. Deixe claro no seu curriculum qual pessoa ou empresa deseja atingir. Não enfeite seus currículos. Procure fazer uma coisa legível e fácil de se entender.

Não saia enviando e-mails com endereços à mostra, use a ferramenta “Cco” de seu e-mail, ou se preferir, mande um e-mail por vez, evitando que a empresa ache que você está desesperado atrás de uma vaga, podendo até mesmo, achar que você irá mentir para isso.

Procurar apenas na Net.

Claro, na internet existem diversos sites especificamente de empregos, com várias vagas disponíveis. Fora que a maioria dos estudantes já têm uma enorme familiaridade com a internet. Mas não se limite à essa ferramenta, saia e faça uma busca, tudo isso aumenta as chances de conseguir um bom emprego. Nem todas as empresas anunciam seus empregos na internet, justamente pela confiança nas informações verdadeiras.

QI, sim, é a chave. Não, não, QI é QUEM INDICA. Peça ajuda de amigos, parentes. Não tenha vergonha de dizer que está à procura de emprego. Todos eles podem conhecer uma pessoa influente na área que você quer atuar.

Saiba ouvir

Não dê uma de besta e fique falando sem parar. Ouça o que eles têm a dizer, colete informações da empresa em que irá atuar.

Pergunte sobre possibilidades de crescimento, assim deixará uma boa impressão. Peça sempre licença para fazer uma pergunta ou comentário.

Agradeça a oportunidade

Ao sair da entrevista, não diga apenas um seco tchau. O aconselhável é mandar um e-mail agradecendo a oportunidade. Mas cuidado para não parecer que está dispensando a oportunidade de emprego. Mostre que você está muito interessado no emprego.

Comentários que são úteis ao artigo

Lucas Floripa – visite o site do Lucas: http://www.sitedonew.com.br

Então Lemp, aqui vão mais algumas informações:[Quão grande deve ser meu currículo?] – Seu currículo é um breve resumo de suas atividades profissionais e não da sua vida. Tenha consciência de colocar simplesmente aquilo que pode vir a interessar para a empresa.[Mas Lucas, Tenho amigos que mentem no currículo para assegurar melhores vagas. Devo mentir também ?] – Nunca. Já diria minha mãe: Mentira tem perna curta. Se você tiver que mentir para pegar uma vaga, é que esta vaga não era para você. Deixe seu amigo que mentiu pegar. Dentro da empresa ele será testado por tudo aquilo que escreveu no currículo, quando a verdade vir à tona será bem pior pra ele do que para você.[E a Internet ? ] – Hoje em dia muitos golpes são aplicados nos candidatos à emprego que procurar suas vagas na internet. Ela é sem dúvida um ótimo meio para divulgação de informações, mas quanto ao currículo é mais interessante que você a utilize como uma ferramenta secundária. Vá até a empresa que quer a vaga, agende uma entrevista, deixe seu currículo lá e depois utilize a internet para saber mais da empresa, enviar uma carta de agradecimento, etc…
[ Entra quem tem o melhor currículo ?] – Infelizmente, o mundo é injusto. O candidato com maior chances de entrar em um emprego é aquele que possuir o maior NETWORKING e não o maior currículo. Networking é o grupo de relacionamentos que você adquire na sua vida. Amigos, ex-colegas, parentes, estes serão os responsáveis pelas maiores vagas que você conseguir. Por isso é sempre importante se manter atualizado com aqueles que você conhece ou conheceu e de vez em quanto tentar um contato rápido para mostrar que você está ali e pode ser útil.

Outro comentário do Lucas complementando (…)

[ Qual o diferencial num currículo ? ] – Olha, tecnicamente falando sua graduação e sua experiência. Agora, pense bem: Se você estiver mandando seu currículo para uma grande empresa, milhares de currículos tão bons quanto o seu estarão em cima da mesa do pessoal do RH. O importante é que o seu chame a atenção.- Lucas, chamar a atenção escrevendo com caneta hidrocor que brilha ?Não. Existem algumas táticas boas para aperfeiçoar seu currículo, aí vão:1 – Faça um currículo limpo, sem muitos caracteres, algo que realmente pareça bonito de se ver.2 – Evite ficar falando da sua vida no currículo, seja breve e objetivo.

3 – Anexe no seu currículo um bilhete para chamar a atenção do entrevistador. Escreva no bilhete algum dos motivos que o levam a querer trabalhar nessa empresa. Exemplo: Max Gehringer cita no livro dele que quando foi procurar emprego, numa fábrica de salgadinhos, escreveu: “Quero ajudar a fazer os salgadinhos que meus filhos comem.”

Simples e atrativo.

4 – Pretensões Salariais e sua Raça/Cor não devem ser postos no seu currículo. O primeiro por uma simples razão: As empresas trabalham com faixas salariais que podem, ou não, serem aceitas pelo empregado. O segundo por uma simples razão: o currículo é feito para mostrar suas aptidões profissionais e ponto final.

5 – Pense assim: você tem que saber quem é Georges Cuvier, para isso entrará na internet. Você encontrará dois sites: um que contém 4 páginas falando de toda vida de Georges Cuvier, seus parentes, suas obras, seus trabalhos, etc. E encontrará outro (wikipedia por exemplo) que contém 20 linhas fazendo um breve resumo da vida deste naturalista. Qual deles você leria ? Então, os empregadores também…

[ Consegui a entrevista, e agora. Como me comportar ? ] – Simples. Seja o que você pode ser. E não o que você costuma ser. Não é necessário mentir ou fingir ser alguém que você não é, mas aqui você deverá levar aos extremos suas qualidades e sua personalidade. Lembre-se que uma entrevista é composta de dois lados: o entrevistado e o entrevistador. Ele estará atento nas suas respostas e no seu comportamento, portanto não tente enganá-lo.

Na hora de dar respostas, seja claro e objetivo. Leve de um a dois minutos nas suas respostas. Não se extenda muito, porém também não dê respostas vagas como: “Sim, com certeza” e nem respostas egocêntricas como: “Tenho certeza que sou capaz”.

Antes de ir para a entrevista, preocupe-se em descobrir um pouco sobre a empresa, seu histórico, onde atua, seus principais produtos, entre outros tópicos. É interessante que você cite dados da empresa durante a entrevista, isso lhe diferenciará, e muito, dos outros candidatos.

Aqui vão 3 perguntas comuns em entrevistas com as 3 respostas que você deve dar (se não achar nada melhor pra falar):

1. “Qual é o seu maior defeito?”
R: “Sou perfeccionista”

2. “Gosta de trabalhar em equipe?”
R: “Sim, (…)” É importante que você preencha essa resposta com algum exemplo de trabalho em equipe, seja em trabalhos anteriores, seja na sua adolescência, demonstrando a praticidade da sua resposta.

3. “O que você espera se vier trabalhar contribuir aqui?”
R: “Contribuir.” – Somente isso.

Galera,

espero ter ajudado à complementar o excelente trabalho do Lemp.

Para todos aqueles interessados neste assunto recomendo o livro: “Pergunte ao Max” do Max Gehringer, editora GLOBO.

Ele reúne perguntas que foram respondidas na sua coluna na revista Época.

Um grande abraço e boa sorte !